TEMÁTICA

Vista aérea RJ e Baía de Guanabara google earth
Vista aérea RJ e Baía de Guanabara google earth

O II CILITUR tem como objetivo discutir e avançar na produção de conhecimento sobre os processos socioespaciais suscitados pela atividade turística, enfatizando nesta edição o debate sobre os processos, conflitos e contradições inerentes ao turismo no contexto do desenvolvimento desigual no litoral brasileiro, bem como as transformações recentes suscitadas pelas inovações e plataformas tecnológicas e as práticas e experiências de economia colaborativa.

TEMÁTICA

A inserção da atividade turística como paradigma de desenvolvimento econômico prevalece desde o século XX como uma prerrogativa dos Estados, que têm implementado políticas públicas, ações e intervenções no território a fim de promover o turismo, em conjunto com as empresas e a complexa cadeia produtiva do mercado turístico. No caso brasileiro, notadamente ao longo de toda a sua extensa faixa litorânea, verifica-se que as transformações suscitadas para permitir os fluxos turísticos de pessoas e capitais em um território marcado por processos pretéritos de urbanização desigual e dependente, acabam por exacerbar a fragmentação, a apropriação seletiva do ambiente natural e construído e, consequentemente, a segregação socioespacial.

Ademais, em um contexto global de supostas crises do capital, conflitos políticos-ideológicos, acirramento de desigualdades históricas e o surgimento de outras, incrementadas pelas inovações tecnológicas e digitais, bem como ações de resistência e participação de vários agentes, verifica-se um campo vasto de discussões sobre os processos, conflitos e contradições do desenvolvimento desigual na produção e consumo do espaço no litoral brasileiro na atualidade.

Diante desse panorama diverso e complexo, o II CILITUR convida pesquisadores e profissionais a contribuírem com o debate proposto, submetendo resumos expandidos para apresentação em sessões de comunicação ou pôsteres nas seguintes temáticas, que incluem, preferencialmente:

A) Urbanização turística

Trabalhos que discutam os processos de urbanização turística no litoral brasileiro em variadas escalas, abordando as infraestruturas (equipamentos, mobilidade, vias, etc.), as tipologias de meios de hospedagem (segundas residências, hotelaria, resorts e empreendimentos turísticos imobiliários) e a oferta cultural e terciária (comércio e serviços), enfatizando os seus efeitos (morfológicos, sociais, econômicos e/ou ambientais) na produção e consumo do espaço.

B) Política, turismo e território

Essa temática acolhe trabalhos que buscam, de um lado, avaliar o papel do Estado e das políticas públicas de turismo, sejam de âmbito federal, estadual ou municipal no sentido de promover e dinamizar a atividade e seus impactos no território. De outro lado, artigos que tratem de práticas e experiências de outros agentes, incluindo o Turismo de Base Comunitária como alternativa ao modelo hegemônico, pautadas na participação popular, nas políticas públicas e em processos de autogestão do turismo e dos lugares.

C) Turismo, inovação e conflitos socioespaciais

Trabalhos que busquem evidenciar os processos relacionados à gentrificação e à produção de ícones urbanos e arquitetônicos e os conflitos e impactos decorrentes no patrimônio ambiental e cultural, bem como as repercussões recentes das inovações e plataformas tecnológicas no âmbito das práticas e serviços turísticos. Ademais, trabalhos que se debrucem sobre as relações entre paisagem, turismo e lazer e os conflitos com outras atividades econômicas e usos litorâneos (pesca, porto, indústria, habitação, mercado imobiliário, etc.).